quarta-feira, 26 de novembro de 2014

SEPMulheres divulga agenda dos 16 Dias de Ativismo


A Secretaria de Estado de Políticas para as Mulheres (SEPMulheres) divulga nesta terça-feira, 25, a agenda interinstitucional dos 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência contra a Mulher. A ação será realizada às 9 horas, no auditório da Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO), em Rio Branco.

A campanha dos 16 Dias de Ativismo se inicia nesta terça feira, 25 de novembro, data declarada como o Dia Internacional da Não Violência Contra as Mulheres, e termina suas atividades no Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro. O período, idealizado em mais de 150 países, busca promover o debate e denunciar as várias formas de violência praticadas contra as mulheres no mundo.

Seminários regionais sobre o Plano Estadual de Políticas para as Mulheres (PEPM 2011-2015), palestras sobre a Lei Maria da Penha, oficinas de sensibilização sobre violência contra a mulher, mutirão de inquéritos e promoção dos serviços são algumas das atividades previstas na agenda, que abrange todos os municípios acreanos.



Para a titular da pasta, Concita Maia, o período é de reflexão. “A proposta da agenda, construída, coletivamente, entre os órgãos que lidam com a temática, é fomentar o debate e a reflexão social, pois, a violência praticada contra as mulheres é o reflexo do nível de adoecimento da nossa sociedade”, destacou.

O calendário de atividades dos 16 Dias de Ativismo, da SEPMulheres, tem como parceiros o Ministério Público do Acre, o Tribunal de Justiça, a prefeitura de Rio Branco e as redes especializadas de Atendimento à Mulher: Reviva e Reviver.


Por Por Maria Meirelles 
Assessoria

PREFEITURA E BANCOS DISCUTEM METAS PARA GARANTIR RECURSOS À POPULAÇÃO ATINGIDA PELA ENCHENTE



A Prefeitura de Tarauacá representada pelo prefeito Rodrigo Damasceno reuniu na tarde desta terça-feira, 25, com os representantes das agências bancárias do município, com o intuito de definir metas para garantir novos recursos e refinanciamentos através das instituições bancárias aos munícipes atingidos pela inesperada enchente dos rios Tarauacá e Murú, que, ocasionou grandes transtornos e perdas incalculáveis às vítimas dos diversos setores, rural e urbano, sendo, inclusive, alcançadas as prerrogativas e expedido o Decreto de Estado de Calamidade Pública no município. 

Estiveram presentes, os gerentes das agências bancárias do Banco do Brasil Sr. Lacerda, Banco da Amazônia Sr. Leandro Pereira e da Caixa Econômica Federal Srª Sinara Oliveira e Diana Cristina, e ainda, o gerente da Seaprof Sr. Narcélio Bayma representando através da instituição os produtores rurais. 


Inicialmente, ficou pactuado através da Caixa Econômica Federal a possibilidade da retirada pelos beneficiários do FGTS no valor máximo estipulado em até R$ 6.220,00 (Seis Mil Duzentos e Vinte Reais), que têm o prazo máximo de 90 dias contados a partir da data de publicação do Decreto de Calamidade Pública para solicitarem o valor junto à instituição e demais bancos requereram o prazo de 01 semana para apresentar novas propostas.

Assecom Tarauacá

terça-feira, 25 de novembro de 2014

S.O.S TARAUACÁ: AJUDAS HUMANITÁRIAS CHEGAM ÀS FAMÍLIAS ATINGIDAS PELA ENCHENTE

Ação Social: 670 cestas básicas já foram entregues às famílias atingidas pela cheia dor Rios Tarauacá e Murú, e outras 200 estão em fase final de confecção para serem entregues às famílias catalogadas.



A Prefeitura de Tarauacá realizou entregas das primeiras 670 cestas básicas às famílias de bairros do município afetados pela cheia dos Rios Tarauacá e Murú. A distribuição foi feita pelas equipes da Secretaria Municipal de Promoção Social, servidores públicos e funcionários da Prefeitura de Tarauacá e Governo do Estado do Acre, e membros da sociedade civil organizada.


Durante o período em que 70% da cidade foi tomada pela força das águas, equipes do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, formado por 6 (seis) Assistentes Sociais e 2 (duas) Psicólogas, visitavam continuamente moradores de 7 dos 9 bairros que Tarauacá possui, total ou parcialmente atingidos pela tragédia. Essas equipes foram responsáveis por catalogar as famílias mais carentes e que me mais foram atingidas pela enchente, perderam absolutamente tudo em suas casas e que não dispunham de condições necessárias de angariar alimentação necessária para seu sustento.


Essas equipes foram responsáveis pelo cadastro das famílias a serem beneficiadas emergencialmente com as cestas oriundas das doações que chegaram à prefeitura por meio da Campanha Humanitária “S.O.S Tarauacá”.

Além das cestas básicas, a Prefeitura de Tarauacá entrega também colchões, redes e medicamentos para atender a população atingida.


A entrega das cestas básicas começou ainda durante o período da enchente.

Segundo informações da Ação Social, os bairros e localidades, e suas respectivas quantidades de donativos recebidos foram:


Bairro Senador Pompeu: 306 cestas básicas
Bairro Luiz Madeiro: 52 cestas básicas
Av. Tancredo Neves (Final): 17 cestas básicas
Bairro do Triângulo: 145 cestas básicas
Beco da Garagem (Centro): 30 cestas básicas
Famílias abrigadas: 120 cestas básicas

Ao todo foram 670 cestas básicas entregues, sendo que destas, 570 foram de doações, e as outras 100 doadas pela Prefeitura de Tarauacá.


De acordo com o Secretário de Ação Social Antônio Araújo, a prefeitura fez a aquisição de mais alimentos não-perecíveis que chegarão a quantia de 200 cestas básicas que estão em fase final de confecção no almoxarifado do centro do Executivo Municipal, para que possam ser devidamente entregues as famílias em estado de extrema carência. Totalizando portanto, 870 cestas básicas.












ASSECOM TARAUACÁ

VICE-PREFEITO CHAGAS BATISTA VISITA GABINETE DO GOVERNADOR TIÃO VIANA E AGRADECE APOIO DO GOVERNO


Na tarde da última segunda-feira, 24, o vice-prefeito de Tarauacá, Chagas Batista foi recebido no gabinete da Casa Civil, pelo o governador em exercício Élson Santiago, acompanhado da chefe da Casa Civil, Márcia Regina, e assessores,. Na conversa, um agradecimento do povo de Tarauacá ao apoio do governo na maior alagação da história do município e a ideia de fortalecer ações tendo agora em vista a necessidade de limpar e recuperar a cidade num futuro próximo.

Fonte de informação:http://www.agencia.ac.gov.br/noticias/acre/gabinete-24112014

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

INTEGRAÇÃO NACIONAL ANALISA ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA EM TARAUACÁ


A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional está em processo de análise o estado de calamidade pública em Tarauacá, devido às inundações causadas pela cheia histórica do Rio Tarauacá. A portaria foi reconhecida na última quinta-feira (20) pelo Ministério da Integração Nacional.

Ao decretar estado de calamidade pública, as ações de socorro e a liberação de verbas, após o aval do ministério, são agilizadas. Os recursos são transferidos por meio do Cartão de Pagamento de Defesa Civil, uma ferramenta utilizada para dar mais rapidez às respostas do governo federal.


O Rio Tarauacá chegou a marca histórica de 12,04 metros na terça-feira (18), ultrapassando em mais de 2 metros a marca recorde de 1995. A Defesa Civil Estadual registrou 89 famílias fora de suas casas na região praiana e nas outras localidades banhadas pela bacia do Rio, que enfrentam situação de emergência.


Para atender emergencialmente as vítimas das enchentes, o Governo do Estado, Prefeitura de Feijó, juntamente com parlamentares amigos de Tarauacá, já mandaram para o município mais de 1 tonelada em donativos, medicamentos e insumos – após as chuvas, para atender a mais de 15 mil pessoas atingidas total ou parcialmente.

Equipes da Prefeitura de Tarauacá e do Governo do Estado e cidade vizinha estiveram de prontidão durante as enchentes, com embarcações e caminhões para socorrer os desabrigados.



O município de Tarauacá possui 9 (nove) bairros, em sua região urbana, sendo que 7 (sete) desses bairros (Ipepaconha, Cohab, Centro, Triângulo, Senador Pompeu - Praia, Avelino Leal - Bairro Novo, e Corcovado) fora atingidos total ou parcialmente. Uma estimativa de 70% do município afetado pelo desastre.



As edificações atingidas pela inundação totalizam 5.000, entre unidade habitacionais, comerciais, unidades de saúde, escolas da rede pública de ensino, asilo e Centro de Referência em Assistência Social - CRAS.



Dentre os danos humanos, destaca-se a existência de 89 famílias (538 pessoas) desabrigadas que foram removidas para os abrigos públicos (Creche Municipal, Escola João Ribeiro, Escola José Augusto de Araújo, União do Vegetal e Escola Aucilene Calixto), onde receberam assistência social e ajuda humanitária.



Além dos danos humanos, a inundação do Rio Tarauacá ocasionou impactos negativos na ordem econômica, social e ambiental do município.



Por tratar-se de um desastre de evolução crônica, com características de um evento leto e gradual, o padrão evolutivo do desastre comprometeu sobremaneira a situação de normalidade antes vivida pelo município, atingindo o funcionamento da cidade no que diz respeito ao seu cotidiano.



O Ministério da Integração Nacional reconheceu, com vetos, o decreto de Calamidade Pública, apenas os itens 2, 3 e 27 com suas respectivas quantidades, elencados no Plano Detalhado de Resposta - PDR,foram vetados pelo órgão. Todos os demais itens para socorro foram reconhecidos, totalizando um montante de R$ 759.850,00 (setecentos e cinquenta e nove mil, oitocentos e cinquenta reais), que segundo o Banco do Brasil, ainda não se pode precisar uma data para que os recursos supracitados estejam disponíveis à Defesa Civil Municipal.

Conteúdo detalhado foi de R$ 1.601.370,00.

Confira a íntegra do PDR - Plano Detalhado de Resposta, aqui.

Calamidade pública é definida como uma situação anormal, decretada em razão de desastre, que em razão da magnitude dos danos, requer auxílio direto e imediato do Estado ou da União para as ações de socorro e de recuperação.


Assecom Tarauacá

PÓS ENCHENTE: PREFEITURA DE TARAUACÁ REALIZA ENORME OPERAÇÃO PARA RETIRADA DE ENTULHOS, DURANTE O FINAL DE SEMANA


A prefeitura de Tarauacá, através da Secretaria de obras vem realizando uma enorme operação para retirada do lixo da cidade após a maior alagação da cidade. 

O prefeito Rodrigo Damasceno e o secretário de obras, Luis Meleiro, tem acompanhado o trabalho da enorme quantidade de lixo deixado meio as ruas pela água. 

           

Os trabalhadores da secretaria de obras estão todos empenhados nesta operação, além do uso de maquinas para que possa melhorar a paisagem da cidade. Enchente afetou 70% da cidade, deixando toneladas de lixos nas vias públicas. 

O trabalho tem sido contínuo, inclusive, no final de semana. 


O lixo acumulado é pode causar sérios danos a saúde dos munícipes, por isso, a preocupação do gestor. 

         











Postado por Leandro Matthaus

domingo, 23 de novembro de 2014

SENADOR JORGE VIANA ACOMPANHA DRAMA DE TARAUACÁ E ANUNCIA LIBERAÇÃO DE RECURSOS FEDERAIS


O senador Jorge Viana (PT) esteve na manhã desta sexta-feira, 21, em Tarauacá, para acompanhar de perto o drama que vive a população daquele município após o transbordamento dos rios Tarauacá e Muru. Durante reunião com o prefeito Rodrigo Damasceno e autoridades locais, Viana anunciou que parte dos recursos prometidos pelo governo federal para atendimento de urgência à cidade deve ser liberada já na próxima semana.

“Estive com o ministro da Integração, Francisco José Coelho Teixeira, para discutir a situação de Tarauacá, e ele garantiu a liberação de R$ 794 mil para ações de emergência. Parte desses recursos já será liberada a partir da semana que vem”, assegurou o senador.

Jorge Viana estava acompanhado do deputado federal eleito Léo de Brito (PT), do deputado estadual reeleito Ney Amorim (PT), do também deputado estadual eleito Jenilson Leite (PCdoB), do assessor do governo do Estado Wolvenar Camargo e do assessor da Secretaria de Estado de Gestão Administrativa, Arnaldo Melo.


“Eu estou aqui para prestar solidariedade a Tarauacá, que está vivendo um desastre sem precedentes na sua história, e para ajudar com um pouco da experiência que acumulei como prefeito e como governador”, disse.

De acordo com o senador, a parte mais difícil do drama deve vir agora, quando o nível do rio começa a baixar e as famílias voltarem para casa, pois grande parte delas perdeu tudo que tinha. Também há o risco de desbarrancamento e destruição das residências localizadas às margens dos rios e também de doenças provocadas pelas águas contaminadas.

Acompanhado do prefeito e de membros da Defesa Civil, Jorge Viana percorreu de barco as áreas alagadas próximas à cidade, viu as regiões de maior risco e discutiu, durante reunião técnica na prefeitura, formas de atuar em apoio às famílias atingidas.


Rodrigo Damasceno disse que o Rio Tarauacá, o principal curso d’água da região, já voltou para sua calha. Nesta sexta-feira, o seu nível era de 8,81 metros. Ele afirmou que a maior preocupação neste momento é com o desbarrancamento, e lembrou que foi esse o motivo que levou a prefeitura a decretar situação de emergência.


“Estamos em uma situação difícil, mas recebendo a solidariedade do nosso senador Jorge Viana e dos demais parlamentares que estão nos visitando agora, além do nosso vice-governador César Messias, que nos visitou ontem, assim como os deputados Angelim e Perpétua Almeida, que também nos visitaram”, agradeceu o prefeito.

Léo de Brito afirmou que o movimento de solidariedade a Tarauacá conta com o apoio não só de parlamentares, mas da população de outros municípios, incluindo a capital. Ele afirmou se colocar à disposição da cidade para ajudar na recuperação das perdas.


“Eu quero colocar o meu mandato que assumo a partir de fevereiro à disposição para a gente fazer, junto com o prefeito Rodrigo e o governador Tião Viana, essa movimentação de reconstrução de Tarauacá”, prontificou-se o deputado federal eleito.

Da mesma forma, Ney Amorim falou da solidariedade a Tarauacá e a sua população. “Nós lançamos na Assembleia Legislativa uma campanha de arrecadação e convidamos todos os parlamentares para colaborar, o que foi aceito de prontidão”, revelou.

Jenilson Leite considerou a possibilidade de que a cidade venha a passar por um período de desabastecimento em virtude das grandes perdas dos produtores ribeirinhos.

“É necessário que a gente tenha conhecimento de quanto foram essas perdas, para que o poder público possa viabilizar formas de apoiar esses produtores, que são responsáveis pela alimentação do povo de Tarauacá”, alertou.


Fonte de informação:http://www.pagina20.net/politica/jorge-viana-acompanha-drama-de-tarauaca-e-anuncia-liberacao-de-recursos-federais/